Notícias

Consultas

solicite seu orçamento de certificação
19 out 2020

Espanhóis apostam no vinho biológico e biodinâmico

Espanha é um dos países com mais viticultura biológica na Europa. Há mais de mil marcas de vinho biológico no país. Um número que duplicou na última década.

“Acreditamos que o único futuro possível é o regresso à origem. A nossa filosofia é ser o mais natural possível. Queremos voltar a ligar-nos à cadeia de biodiversidade que nós, como humanos, quebrámos”, disse à euronews o enólogo espanhol Richard Sanz, produtor de vinho de Rueda, na região de Ribera del Duero e Valdeorras.

euronews

Um hotel para insetos

A ligação à natureza passa, por exemplo, pela construção de um hotel para insetos que favorecem a polinização e por um conjunto de métodos milenares. “Plantamos leguminosas que fornecem ao solo nitrogénio natural e assim não temos que usar químicos de síntese”, explicou Richard Sanz.

Devido às alterações climáticas e ao impacto dos pesticidas na saúde, muitos viticultores viram-se para o modo de produção biológico. Um dos métodos usados é intervir o menos possível na fermentação e usar leveduras próprias.

euronews
Hotel para insetoseuronews

O modo de produção biodinâmico

O enólogo dinamarquês Peter Sisseck vive em Espanha há várias décadas. Um dos segredos da marca que criou, em Ribera del Duero, é o cultivo biodinâmico, uma abordagem holística e sustentável da viticultura, em harmonia com os ciclos lunares.

“Os ritmos lunares e sazonais influenciam muito o vinho. Procuramos respeitar o mais possível as fases da lua”, explicou o enólogo dinamarquês.

A agricultura biodinâmica nasceu no início do século XX e baseia-se nos conceitos do filósofo austro-húngaro Rudolf Steiner.

Depois da fermentação e da prensagem, Peter Sisseck usa as uvas secas para fazer composto.

“O mais importante é que todas as leveduras e bactérias que estão a fermentar vão integrar o composto e quando o colocamos na vinha criamos uma ligação circular entre a adega e a vinha”, afirmou Peter Sisseck.

euronews
Peter Sisseck, enólogo dinamarquêseuronews

O vinho e os factores geoclimáticos

A euronews esteve em Valdeorras para visitar a propriedade de Rafael Palacios. O enólogo espanhol fundou a quinta em 2014, motivado pelas qualidades bioclimáticas do local.

“São videiras centenárias de Godello, cultivadas em solos de granito que crescem a quase 700 metros de altitude na região do Bolo, onde há um microclima especial. São fatores geoclimáticos que tornam os vinhos tão especiais”, disse à euronews o enólogo espanhol.

O enólogo espanhol apostou na agricultura biodinâmica. “Esta preparação 500 é um composto de vaca, dinamizamo-lo e depois pulverizamos a vinha para fornecer energia, para regenerar e reativar os solos”, contou Rafael Palacios.

euronews
Rafael Palacios, enólogo espanholeuronews