Notícias

Consultas

14 Maio 2020

Na pandemia, marca de cosméticos foca em loção antisséptica

A Cativa Natureza realizou testes da eficácia de sua loção de higiene para as mãos para potencializar as vendas durante a pandemia e amenizar efeitos da crise no negócio. Produto também tem efeito hidratante e calmante, e está disponível para exportação.

Isaura Daniel
isaura.daniel@anba.com.br

São Paulo – A Cativa Natureza, empresa brasileira produtora de cosméticos naturais, orgânicos e veganos, encontrou em uma loção higienizante para as mãos a possibilidade de atenuar os impactos negativos da crise do coronavírus em seu negócio. A empresa produzia a loção há dez anos, mas resolveu investir nos testes de comprovação da sua eficácia antibacteriana e antisséptica para investir nas vendas do produto durante a pandemia. O produto está disponível para exportação.

Divulgação

Venda da loção ajuda negócio

A proprietária da Cativa, Rose Bezecry, conta que em função do custo, a empresa adiou a realização do teste de eficácia, mas entendeu que este era o momento de fazê-lo porque a comprovação ajudaria a Cativa a ter um diferencial durante a crise. Segundo a empresária, o teste dá 99,9% de garantia antiviral. “A gente já tinha consciência do poder antibactericida e potencializou a ação da loção”, relata.

O produto limpa e higieniza as mãos sem ressecar. Ele é feito com álcool orgânico 70% e enriquecido com ativo antifúngico. “O álcool em gel tem uma solução que resseca as mãos, a loção não, ao contrário, tem blends de óleos vegetais e óleo essencial que não ressecam as mãos”, explica Bezecry. Além da proteção contra vírus e bactérias e da hidratação, a loção traz ação terapêutica de aromaterapia. “Contém óleos essenciais com ação calmante”, afirma a empreendedora.

O teste foi feito no começo de março e logo em seguida o produto foi colocado no mercado com nova embalagem e apelo. A comercialização da loção cresceu 110% de lá para cá, com a internet como principal canal de vendas. A Cativa comercializa seus produtos em pontos de venda de produtos naturais e orgânicos no Brasil, em lojas próprias em Fortaleza, Porto Alegre, Curitiba e Itajaí, e por seu site. As lojas de Fortaleza e Porto Alegre estão fechadas, mas a procura foi direcionada para o canal online.

 

Divulgação

Produto limpa, hidrata e acalma

As vendas da Cativa encolheram 15% na pandemia. “A gente entende que o mercado vai encolher em todos os segmentos, por enquanto a gente encolheu 15%”, afirma Bezecry. Ela acredita que esta fase comece a ser superada entre o final deste ano e o início do próximo e que ainda há muito que trabalhar na crise. “As expectativas nem são tão otimistas e nem negativas, mas realistas”, diz.

A empresária vai incorporar algumas mudanças ao negócio adotadas durante a pandemia. Uma delas é o maior investimento nas vendas online e outra é no minimalismo. O minimalismo é um conceito de simplificação e de corte de excessos. “Temos 136 produtos e vamos diminuir o portfólio”, afirma Bezecry. A Cativa já trabalhava com o conceito, que prevê várias funcionalidades em um só produto, e vai intensificar isso. “Com essa pandemia, as pessoas vão pensar sempre no custo benefício”, afirma.

A Cativa Natureza já exportou seus produtos para Polônia, Estados Unidos e Espanha, mas as vendas internacionais foram interrompidas em fevereiro em função da pandemia. A empresa está, então, reestruturando internamente a sua estratégia para o mercado externo. Se surgir demanda para a loção de higienização das mãos, no entanto, a Cativa está aberta a exportar.

 

 

Divulgação

Bezecry: doação de álcool para UPA

Apesar da pandemia, a empresa, que tem matriz em Campo Magro, no interior do Paraná, não demitiu funcionários. O quadro de empregados é de 20 pessoas atualmente, entre indústria, distribuição e lojas próprias. “Estamos fazendo tudo para manter todos os funcionários, nossa filosofia é de que a gente, realmente, tem que se abraçar neste momento”, afirma a proprietária. Ela conta que se emociona ao ver que os funcionários estão ali “de mãos dadas” agora para segurar o negócio.

“São pessoas novas, jovens, que estão aprendendo com essa crise. Essa crise, ela veio mesmo para resignificar, para a gente até mandar embora o velho e apostar no novo, mesmo sem saber o que vai vir”, afirma a empreendedora. Segundo Bezecry, apesar da empresa ser pequena, tem visão de empresa grande, com todos os processos registrados. “Somos filhos do Sebrae”, diz, sobre o apoio que recebe desde o começo do negócio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

A Cativa fez doação de 25 litros de álcool 70%, produto base da loção higienizante, para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Campo Magro. De acordo com a proprietária, a ação foi feita dada a alta probabilidade de escassez do insumo na UPA.

 

 

Contato:

Cativa Natureza
Site aqui
E-mail: comercial@cativanatureza.com.br
Telefone: +55 (41) 3088 0421