Notícias

Consultas

solicite seu orçamento de certificação
26 out 2020

Plataforma digital e gratuita ajuda a encontrar serviços e produtos orgânicos no Brasil

Iniciativa é da Organis, que também divulgou resultado de enquete apontando que o consumo de orgânicos cresceu 44,5% durante a pandemia.

A Organis, entidade de promoção de produtos orgânicos, lançou uma plataforma online com a intenção de conectar consumidores, serviços e produtores. Além de mapear a produção, o onde.organic permite localizar com facilidade as opções mais próximas.

O ambiente virtual é dividido em seis categorias: raiz orgânica (campo), produtos (indústria), lojas (mercados e restaurantes), serviços (consultoria e certificação), receba em casa (delivery e on-line) e insumos (aprovados pela agricultura orgânica).

O acesso ao site é gratuito, mas o interessado em aparecer no mapa deve aderir a um dos planos oferecidos – o mais barato custa R$ 29 por mês. “Queremos, em um ano, ter mais de 2 mil inscritos”, projeta Clauber Cobi Cruz, diretor da Organis.

Consumo em alta
A entidade também divulgou os resultados de uma enquete que apontou um aumento de 44,5% no consumo de orgânicos durante a pandemia. Mais da metade dos 456 entrevistados disseram estar mais preocupados com a qualidade da alimentação (62,1%).

Outros 46,6% disseram consumir orgânicos todos os dias e 34,3% apontaram que o fazem duas vezes por semana. Os produtos in natura representam 38,6% da preferência, mas 50,9% declararam que consomem, também, itens naturais e industrializados.

Na enquete, 50,9% disseram comprar em supermercados e 46,5%, em feiras. “Foram sete perguntas, nos canais de contato da Organis, acessados por pessoas que já têm o orgânico no radar”, observa Cruz.

Ele também destaca o aumento das compras on-line – 19,1% dos entrevistados disseram optar pela modalidade durante a pandemia. “Assim como nas feiras de orgânicos, os on-lines vendem muito produtos de mercearia e de marcas, sendo uma opção completa para o consumidor”, ressalta o diretor.

A enquete também verificou que o aumento nos preços, sentido por mais da metade dos entrevistados (56,6%), não inibiu o consumo. “Quando perguntamos se agricultura orgânica pode ajudar a prevenir uma nova pandemia, 81,8% afirmam que sim. O orgânico está relacionado com saúde”, destaca Cruz.

Fonte: REDAÇÃO GLOBO RURAL

Foto: Getty Images